Você já vestiu uma roupa e sentiu que ela não valorizou nada o seu corpo? Saiba que essa desarmonia pode estar ligada à cor da peça – talvez ela simplesmente não seja a cor que mais combine com você. Por isso, existe um estudo muito aprofundado e abrangente que trata somente de como as cores das roupas, acessórios e maquiagens impactam a aparência das pessoas. É chamado de coloração pessoal.  

Então, isso mostra que, além de precisar se manter antenado com as tendências do mundo da moda, é também preciso ficar de olho nas combinações específicas de cores de roupas. Afinal, elas reagem de formas muito diferentes entre as pessoas. Por isso, neste artigo, vamos te contar sobre como funciona o estudo da coloração pessoal e como você pode usá-la a favor da sua marca. Continue lendo: 

O que é a coloração pessoal? 

A análise de coloração pessoal, também conhecida como colorimetria, encontra as cores que mais harmonizam com as suas características físicas. Os estudos sobre coloração pessoal começaram no início do século passado, e se intensificaram em meados dos anos 80, com o livro de Carole Jackson, “Color Me Beautiful”. Carole trouxe os conceitos de primavera, verão, outono e inverno, que mais tarde foram expandido para 12 subdivisões.  

Apesar disso, a colorimetria não se restringe à análise das cores de roupas: também pode ser aplicada a acessórios, maquiagem, cor de cabelo, e até mesmo cor de esmaltes.  

Como funciona? 

Por isso, a técnica de coloração pessoal ajuda a encontrar as cores que valorizam as características da pessoa, ajudando-a a montar um look que harmonize com o corpo. Por isso, profissionais de consultoria de imagem realizam o procedimento utilizando cartelas de cores (que vão de acordo com as subdivisões que citamos) e, com o auxílio de um espelho, vão testando as cartelas com os clientes.  

Por tanto, para a análise, são levados em consideração a tonalidade da pele, cor dos olhos,  traços do rosto, sobrancelhas, cabelo, etc. Por fim, mas vale lembrar que essa não é uma ciência exata, ou seja não há um resultado 100% determinante. 

Como usar a favor da sua marca 

Assim como você pode ver, a colorimetria tem uma grande importância na composição dos looks. Por isso, sua empresa pode investir em coleções específicas para cada subdivisão das cartelas de cores (verão puro, suave e claro; inverno puro, intenso e profundo; primavera pura, clara e intensa e outono puro, suave e profundo) ou então criar peças que possam fazer combinações entre si. Depois disso, claro, trabalhar para que as coleções ganhem uma divulgação que remeta ao conceito de colorimetria e da importância dela para a imagem pessoal dos seus clientes. 

Dicas de criação de conteúdo 

Afinal, coloração pessoal vai muito além das coleções da sua marca. Você também pode incorporá-la na criação de conteúdo dos seus canais digitais. Dessa forma, você pode criar interações e aumentar o relacionamento entre marca e seguidores. Veja algumas dicas de conteúdo que você pode desenvolver: 

  • Artigos de blog explicando o conceito e aplicabilidade da técnica; 
  • Materiais informativos sobre o tema, como folders, eBooks e infográficos; 
  • Publicações nas redes sociais dando dicas personalizadas de combinações para cada paleta; 
  • Parcerias com Personal Stylist para explicar, em formato de vídeo, como funciona a técnica (utilize recursos como o IGTV do Instagram ou as lives). 

Este foi o nosso artigo sobre coloração pessoal e de como você pode usá-la a favor da sua marca. Gostou desse nosso conteúdo? Fique de olho em nosso blog para ler mais artigos como este. Até a próxima!