Como começar a fabricar moda Fitness

Em um post anterior explicamos a melhor forma de iniciar uma confecção de moda praia . Hoje, separamos algumas dicas sobre como começar a fabricar moda Fitness e desfrutar de todas as possibilidades deste setor tão promissor.

Como em todo negócio, comece pelo planejamento

Por mais favorável que o mercado pareça, é preciso ter cautela em cada uma das etapas para não errar no desenvolvimento do seu novo negócio. E é aí que entra a criação de um plano de negócios. Ele é quem irá compreender todos os detalhes mais importantes, como o estudo sobre o mercado, o local onde você vai atuar, a concorrência e principalmente seu público-alvo. O Sebrae disponibiliza em seu site um guia completo de como elaborar um plano de negócios, que certamente te ajudará nesta etapa.

Conheça o mercado

A preocupação com o corpo e a importância de se buscar uma forma de vida mais saudável impulsionam o mercado fitness. Com mais de 33 mil unidades registradas na Associação Brasileira de Academias (ACAD Brasil), o Brasil é o segundo maior mercado de academias no mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos. E esse movimento já pode ser sentido na economia. Prova disso é que, de 2011 a 2016 o crescimento da participação do mercado fitness no Brasil cresceu impressionantes 22%, o equivalente a 80 milhões de reais ou cerca de 1.9% do PIB do nosso país. Com isso, formou-se um terreno extremamente fértil para o nascimento e crescimento de empresas relacionadas ao setor.

Não esqueça do público-alvo

Boa parte do público-alvo são pessoas de 15 a 30 anos. No entanto, no momento em que a realização de atividades se torna um dos pilares para manter a saúde e tratar diversos males, os consumidores acima dos 30 anos, inclusive os da terceira idade, tem se interessado significativamente por este mercado, transformando-o em um espaço amplo para a abertura de negócios relacionados a moda fitness.

Conhecer o público-alvo é fundamental para determinar as suas preferências. A pesquisa Inteligência Setorial, realizada pelo Sebrae em 2015 , revelou que as preferências dos consumidores deste mercado quando eles procuram consumir produtos de moda fitness estão relacionadas a três pontos fundamentais: conforto, tecnologia e estilo. Ou seja, “sentir-se” bem é a nova tendência da moda. Com isso, o empreendedor pode investir em conceitos como o Athleisure (roupas casuais feitas para serem usadas na prática de exercícios e no uso em geral), wearable technology (tecnologia vestível) ou em peças funcionais, com bolsos e compartimentos para guardar chaves, fones de ouvido e até celulares.

Disponha dos equipamentos necessários

Para a confecção será necessário adquirir equipamentos de qualidade, que consigam reproduzir os conceitos da nova marca em cada uma das peças. De início, uma máquina galoneira, uma de costura overloque, outra de cortar tecido, elastiqueira, mesas de trabalho, prateleiras para organizar produtos, manequins e outros equipamentos básicos para escritório, como computador com impressora, já darão conta do recado.

Encontre bons fornecedores

A qualidade do tecido com o qual as peças são confeccionadas será crucial para determinar o sucesso da marca. Por isso, encontrar bons fornecedores é um dos passos mais importantes para começar a fabricar moda fitness. Lembre-se de que a escolha do tecido exerce grande influência durante a atividade física.

Por isso, os mais utilizados são poliamida, poliéster, jacquard e microfibra. Opte por tecidos com tecnologias como a de proteção dos raios UV, de compressão, refletivas e também as que proporcionam a rápida absorção e evaporação da umidade. Além disso para se certificar de que está comprando um material de qualidade, escolha produtos homologados Lycra® e SUPPLEX®.

O mais importante quando você decide começar a fabricar moda fitness é, além de oferecer produtos de qualidade, atender às expectativas de cada cliente, que são bastante variados e com enorme potencial. E caso tenha ficado com dúvidas a respeito deste assunto, entre em contato conosco.

Até a próxima!