fbpx

Praticar esportes se tornou uma das atividades principais dos brasileiros. Seja para fins profissionais ou de puro lazer, as atividades físicas desempenham um papel fundamental na vida de qualquer indivíduo. É por isso que muitas empresas buscam trazer novidades no âmbito da moda esportiva, não somente por questões estéticas e de estilo, mas também por conta da funcionalidade, bem-estar e desempenho que as roupas podem proporcionar para quem está praticando esportes.

A tecnologia é uma grande auxiliadora nesse percurso. Empresas gastam energia e dinheiro na pesquisa de novos elementos, desenhos e materiais que ajudem os atletas a terem uma melhor performance. Por isso, separamos para você algumas curiosidades sobre a tecnologia na moda esportiva. Vem com a gente!

Suor que evapora

Atualmente, várias empresas desenvolvem peças esportivas que facilitem a evaporação do suor. Esse tipo de tecnologia transfere o suor da camada interna da roupa (aquela que fica em contato com a pele) para a camada externa, ocorrendo desse jeito a evaporação. Dessa forma, os atletas conseguem ficar mais confortáveis durante as atividades físicas, sem se sentirem molhados. Esse tipo de tecnologia também está presente em algumas toalhas, que possuem o mesmo objetivo de evaporar o suor.

 Calças que melhoram a circulação sanguínea

Já imaginou você se exercitar enquanto a sua calça ajuda a melhorar a circulação sanguínea do seu corpo? A Nike conseguiu produzir essa tecnologia, criando calças leggings que se ajustam no quadril e no tornozelo do homem, por meio de um tecido que ajuda a diminuir o calor corporal e melhora a circulação do sangue. Além disso, essas características evitam a dormência na perna após o treino.

Ventilação e bloqueio da luz UV

A Nike não parou por aí: também criou uma tecnologia que ajuda a aumentar a ventilação para o corpo do atleta. A empresa se inspirou em guarda-sóis de para-brisas refletivos, que refrescam o interior dos veículos, e com isso criou uma micropelícula de polímero metalizado que impede a passagem da luz ultravioleta para o corpo do atleta. Essa camada de tecido fica localizada nos joelhos e canelas de calças leggings, enquanto a ventilação fica na parte de trás das peças.

Tênis controlados por aplicativos

Há alguns anos, a Adidas criou um modelo de tênis com ventilação para os pés, contendo cápsulas que armazenam e liberam energia em cada passo que o atleta dá. Mas nesse ano, a Nike (literalmente) deu um passo maior: desenvolveu um modelo de tênis que pode ser controlado pelo smartphone! A proposta é de ser um tênis de basquete reinventado, capaz de mudar a resistência da sola, da força em que o cadarço está amarrado e também a força em que o tecido está em contato com o pé. Essa invenção, chamada de Nike Adapt BB, ainda não tem lançamento previsto no Brasil, embora nos Estados Unidos já esteja sendo comercializado.

 Colete que potencializa os movimentos do corpo

Recentemente, o Estúdio Impulse trouxe uma nova tecnologia para o Brasil: coletes especiais que utilizam mais de 90% das fibras musculares em cada contração de exercício. Esse tipo de peça potencializa os movimentos do corpo, e funciona para pessoas que não têm muito tempo para se exercitarem. De acordo com o Estúdio, treinando com o colete por cerca de 20 minutos corresponde a um equivalente de 2 horas de musculação. A peça ganhou notoriedade quando foi usada pela atriz Bruna Marquezine, que publicou uma foto em sua conta do Instagram.

Graças ao constante desenvolvimento da tecnologia, hoje podemos contar com diversas peças que potencializam a performance do atleta. Nós já estamos curiosos para saber quais serão as novidades dos próximos anos, e você? Enquanto isso, conheça mais sobre a evolução da moda esportiva.