Talvez esse nome possa soar não muito familiar para você, mas provavelmente você já teve contato com esse tecido, ou então deve ter o visto em fotos. O tecido anarruga é um clássico dos anos 80, e agora em 2020, tem chances de ser uma grande tendência. Por isso, resolvemos fazer este artigo especialmente sobre ele. Quer conhecer mais? Continue lendo nossa matéria!

O que é o tecido anarruga?

O tecido anarruga foi criado na Índia e teve um ótimo desempenho comercial na década de 80. Inicialmente feito à base de algodão, suas fibras eram tecidas em conjunto, e durante o processo de tecelagem, o tecido acabava ganhando uma leve texturização que provocava um efeito enrugado (por isso o nome anarruga!).

Ao passar dos anos, a indústria têxtil percebeu o potencial desse tipo de tecido e começou a desenvolver versões com a adição de fibras sintéticas, como poliéster e nylon.

Um pouco da história desse tecido

Vamos falar algumas curiosidades históricas desse tecido? No período colonial britânico, a anarruga foi um material muito popular nas colônias quentes da Grã-Bretanha, como a Índia britânica da época. Quando chegou aos Estados Unidos, começou a ser utilizado pela população mais pobre do país. Mas ao ganhar um maior prestígio, o tecido subiu para as camadas mais altas da sociedade e passou a ser um pilar do guarda-roupa de verão dos homens.

O tecido anarruga começou a ser usado em peças mais elegantes que geralmente eram vestidas no verão para afastar o calor. No entanto, a gama de versatilidade da criação de peças era gigante: foram criados ternos, calças, camisas, bermudas, jaquetas e até mesmo chapéus. Muitos deputados norte-americanos começaram a utilizar as peças formais, e as mulheres também aderiram a essa moda rapidamente. Vale também mencionar que o tecido anarruga foi usado na confecção dos uniformes de enfermeiros que foram para a 2ª Guerra Mundial.

Como o tecido anarruga pode ser usado

Como mencionamos, esse tecido é bastante versátil e com ele podem ser criadas diversas peças, tanto para o verão quanto para o inverno. Desde o começo, ele costumava ser encontrado nas cores azul, cinza e branco, que eram as mais tradicionais da época. No entanto, a cartela sóbria também deu espaço para cores mais vivas e vibrantes nos últimos anos. Além disso, ele geralmente é encontrado em seu aspecto listrado, em xadrez e também em quadriculado.

Esse tipo de tecido tem uma boa circulação de ar, por isso que é uma ótima opção para se usar no verão. Ele também é muito fácil de lavar e ainda não precisa ser passado (devido ao seu aspecto encrespado), e só isso já conquista muitas pessoas, não é? E se você pensa em inovar, aqui vai uma dica: o tecido anarruga fica muito bem em biquínis! Várias marcas já estão apostando nessa tendência para a próxima temporada de primavera/verão.

Anarruga na Manatex

A Manatex também possui o tecido anarruga disponível. Ele se chama Santorini, uma super microfibra de poliamida com elastano LYCRA®, desenvolvido especialmente para o segmento de moda praia. Esse lançamento possui tecnologia SUN PRO®, que confere proteção de 98% contra as radiações nocivas, bloqueando até FPU 50+. Ele é específico para moda praia e pode ser aplicado em biquínis, maiôs e bodies. Possui as cores ouro rosa, liquor, marinho e preto disponíveis.

De jaquetas para o inverno, até biquínis para o verão. Esse foi o nosso artigo sobre o tecido anarruga, a moda dos anos 80 que voltou com tudo em 2020! Quer ler mais conteúdos como este? Então fique de olho em nosso blog. Até a próxima!