Você já ouviu falar sobre Body Positive? Cada vez mais esse termo vem ganhando destaque, principalmente nas redes sociais, onde é acompanhado por várias fotos mostrando tipos de corpos diferentes. Esse conceito nada mais é do que um movimento para a aceitação do próprio corpo. No entanto, ele possui muito mais contexto e detalhes que queremos contar para você. Continue lendo e entenda como esse movimento funciona.

Body Positive: o que é o movimento que empodera mulheres | eu atleta | ge

O padrão de beleza imposto

Há décadas a mídia incorpora pessoas com o corpo perfeito nos mais diversos formatos e canais de disseminação. Bem como, capas de revistas com mulheres magérrimas, manchetes de jornais prometendo dietas milagrosas, novelas estrelando galãs sarados, e comerciais mostrando pessoas com os cabelos e peles perfeitas, músculos e detalhes simétricos. Esse é um padrão de consumo de beleza que dita o que é bonito e o que é feio, o que é aceitável e o que é vergonhoso. E assim, pessoas que não se adequavam a aquele padrão perfeito imposto se sentiam oprimidas e humilhadas.

Em virtude disso, os últimos anos foram muito mais conscientes e esse padrão começou a perder força, embora ainda seja muito forte nos dias de hoje e suas consequências repercutem com intensidade. Porém, contrário e resistente a isso, surgiu um movimento inclusivo e que ganhou muita força no mundo inteiro: o Body Positive, ou Body Positivity.

O que é o body positive

Afinal, em português, significa “corpo positivo”. Nada mais é do que ter um olhar de respeito ao próprio corpo, amando-o do jeito que ele é. A ideia que o movimento prega é de que todos os corpos são bonitos, sejam eles gordos, magros, com estrias, sem estrias, com manchas, com poucos seios, com pêlos, sem pêlos, e por aí vai. Body Positive, em português significa aceitação, em primeiro lugar, e assim enxergar a beleza naquilo em que você nunca gostou ou achou que teria que mudar em algum momento.

Como surgiu o body positive

Há relatos desse movimento em 1967, com a disseminação de uma campanha contra a discriminação pública de pessoas obesas. Alguns anos mais tarde, ativistas começaram a exigir respeito não somente a pessoas gordas, mas também para pessoas que possuíam cicatrizes, manchas na pele, queimaduras, deficiências físicas e pessoas transgêneros.

Como o Body Positive funciona na prática

Como esse movimento trata-se de aceitação, é preciso entender que ele é um processo e uma escolha. Portanto, se você deseja amar mais o seu corpo da maneira que ele é, busque se afastar de conteúdos tóxicos e que sejam gatilhos para você depreciar o seu corpo. Cuide do que você vê nas redes sociais e de quem você segue. Depois, procure ler sobre, procurar pessoas influentes na área, ativistas e que possam te ajudar com o processo. Pense também no julgamento que você tem sobre os outros: como estamos lidando com um processo de autoconhecimento e de amor a você mesma, criticar e julgar os outros é algo que precisa ficar para trás.

Contrapontos que você precisa entender

Porém, há também algumas correntes do Body Positive que alertam à saúde do seu corpo. Embora você precise aceitar e amar o que é, não significa que não necessite mudar algo quando a sua saúde está em risco. Pessoas obesas, que podem desenvolver diabetes, ou então pessoas anoréxicas, precisam entender que seus corpos estão passando por um período doentio e, dessa forma, procurar ajuda médica.

Este foi o nosso artigo sobre Body Positive. Nós esperamos que ele tenha sido esclarecedor para você. Fique de olho em nosso blog para mais conteúdos como este. Até a próxima!